Introdução:

Comece sua introdução contextualizando o tema que você escolheu. Deixe claro qual a relevância do tema escolhido para a área da comunicação, e faça uma delimitação do seu estudo. Por mais que seu tema seja abrangente, dificilmente você conseguirá um bom resultado tentando explorá-lo de forma ampla. Especifique qual o seu foco.

Apresente a justificativa do seu trabalho de pesquisa e do objeto de estudo. Apresente também o seu problema de pesquisa com uma pergunta que resuma o que você procura responder no desenvolvimento do TCC. Deixe claro quais são os objetivos do trabalho, geral e específicos.

Descreva qual a estrutura do seu trabalho. Explique o que trata cada capítulo e quais são os principais autores que você usou como referência para o seu TCC. Não esqueça também de apresentar de forma sucinta os procedimentos metodológicos que você utilizou na parte de descrição da pesquisa.

Contextualização do tema:

O tema de pesquisa é o assunto a ser desenvolvido no seu TCC. Apresente o cenário relativo ao assunto que você escolheu. Situe o leitor no contexto do assunto relativo à monografia que você está desenvolvendo.

Delimitação do estudo:

A delimitação do estudo refere-se à moldura que você coloca em sua pesquisa, explicando para o leitor o que faz e o que não faz parte do estudo. Delimitar significar impor limites, determinar a profundidade, abrangência e extensão do assunto. Também esclarece os conceitos utilizados na delimitação, assim como explicita onde, quando e como o assunto será abordado, e quais de suas implicações serão objeto de análise.

Você deve impor limites ao seu objeto de estudo, restringindo a análise no tempo (período em que será estudado) e no espaço (local em que ocorrerá a investigação).

Uma primeira proposição para que você consiga delimitar o tema do seu estudo consiste na realização de um levantamento bibliográfico preliminar. Assim, você se coloca em contato com os trabalhos já realizados, verificando quais os problemas que não foram pesquisados, ou não o foram adequadamente, e quais vêm recebendo respostas contraditórias.

Evite a tentação dos temas excessivamente abrangentes. Substitua-os por outros mais específicos, dentro da mesma área. Não existem temas impossíveis, mas sim perguntas mal formuladas.

Outra possibilidade interessante é ir a campo, inserindo-se no contexto que você deseja estudar. Com a interação dos elementos do local, é possível levantar os problemas que serão pesquisados. No entanto, o aluno deve evitar levantamentos exagerados de informação sem objetivos predeterminados. Isto acaba acarretando na elevação dos custos das pesquisas, perda de tempo na busca de eventuais utilidades para aqueles dados e, no limite, acabam inviabilizando a própria pesquisa.

Uma pesquisa deve evitar estabelecer juízos de valor, procurando referir-se a fenômenos observáveis, passíveis de confrontação empírica. A delimitação deve ser clara e precisa, rejeitando ambiguidades.

Justificativa / Relevância do estudo (por quê?)

A relevância do estudo é a resposta que você dá à seguinte indagação do leitor: em que o estudo é importante para a área na qual você está atuando, ou para a área na qual busca formação acadêmica, ou para a sociedade em geral?

Nesta seção, você justifica o seu estudo, apontado contribuições de ordem prática. Podem também entrar questões pessoais e/ou profissionais que levaram você a escolher o tema da monografia.

Problema (o quê?)

O problema é uma questão não resolvida. É algo para o qual você vai buscar resposta, via pesquisa. Quase sempre problemas apresentam relações entre variáveis. E ele deve ser formulado sob a forma de uma pergunta, que deve ser clara e concisa.

O problema deve ser definido de tal forma que a solução seja possível. É preciso que você selecione variáveis, defina a perspectiva temporal-espacial e outros elementos com os quais possa lidar, colocando a tarefa, portanto, em proporções acessíveis.

O problema de pesquisa está relacionado à pergunta que conduz a pesquisa. Eles geralmente apresentam os seguintes tipos de formulação:

- Quais os fatores determinantes de...?

- Há relação entre ... e ...?

- Quais os efeitos de ... sobre ...?

- Quais as características de ...?

- Quais as semelhanças (ou diferenças) entre ... e ... ?

Objetivo geral (para quê?)

O objetivo geral define o que você pretende alcançar com a realização da sua pesquisa. Se o problema é a questão a investigar, o objetivo é o resultado a alcançar. O objetivo geral, se alcançado, dá resposta ao problema que você definiu.

Objetivos específicos

Os objetivos específicos são os passos que você deve percorrer para alcançar o objetivo geral. Objetivos devem ser redigidos com o verbo no infinitivo: explicar, analisar, compreender, descrever, propor, investigar, estudar, etc.

Procedimentos Metodológicos (como?)

É importante que você aponte a estratégia que irá utilizar para atingir o objetivo do trabalho. Nesse sentido, é fundamental que sejam apontados e justificados:

- o caráter da investigação (teórica e/ou empírica);

- os dados que serão necessários à realização da pesquisa;

- onde estes dados serão obtidos (fontes);

- quais os procedimentos necessários para analisá-los.

Considerações Finais

Retome os objetivos do seu estudo, demonstrando como eles foram alcançados ao longo do desenvolvimento do trabalho. Apresente suas reflexões críticas pessoais a partir dos resultados que você obteve na sua investigação. Demonstre a contribuição da análise realizada para a solução do problema de pesquisa, e faça um fechamento de impacto para as suas considerações finais.

Só se pode concluir sobre aquilo que se discutiu. Logo, tudo o que você apresentar na conclusão deverá ter sido discutido anteriormente. A recíproca é verdadeira. Sobre tudo o que você tiver estudado, a uma conclusão deverá chegar.

Para dar inicio às conclusões, resgate a pergunta-problema que desencadeou o estudo e faça um brevíssimo resumo do que foi apresentado e discutido nos capítulos anteriores, apenas para refrescar a lembrança do leitor.

Feito isso, o passo seguinte é dizer o que você conclui a esse respeito, ou seja, oferecer a resposta à pergunta-problema.

Citações devem ser usadas com cuidado nas conclusões, já que isso é um resultado de uma reflexão sua, não de outra pessoa. É a sua contribuição ao acervo existente. As ideias e conceitos dos autores estudados nos capítulos teóricos podem e devem embasar suas conclusões. Você deve demonstrar capacidade de estabelecer relações entre as teorias abordadas e os resultados alcançados na pesquisa.

Sugestões e recomendações: Quando se está estudando um assunto, é comum ir descobrindo a enormidade de outros assuntos aos quais ele está ligado. Entretanto, não é possível tratar de todos eles. O relatório ficaria incompleto, porque passaríamos a vida toda percorrendo rios e seus afluentes. Anote em um espaço à parte esses assuntos, e no item referente a sugestões, recomende-os para outros pesquisadores estudarem. São assuntos que você não pode explorar na sua pesquisa, mas que o mereceriam, seja pelo mesmo ou por outro ângulo de visão, seja pela mesma ou por outra abordagem.